COMANF - O que você precisa saber sobre essa unidade brasileira de Operações Especiais

Saiba o que é e qual função da COMANF. Conheça qual sua importância e como ela é formada.


A sigla faz referência aos Comandos Anfíbios da Marinha do Brasil, seus integrantes são designados como caveiras. 


É a unidade de elite operacional que em conjunto com a GRUMEC (Mergulhadores de Combate) integra as forças especiais da Marinha. 


A COMANF teve início em 1917, no mesmo ano que a primeira turma da Escola Naval no Curso de Contraguerrilha (ConGue) era formada. Oficialmente conhecido como Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais, o COMANF conta com quatro companhias.

As quatro companhias da COMANF

A primeira é a RECON, que é responsável pelo reconhecimento espacial, que atua efetivamente no início e na conclusão da missão.


A segunda é Ação de Comandos que tem como objetivo principal enfraquecer as forças opostas por meio da destruição ou da sabotagem dos inimigos. 


A terceira é a Companhia de Retomada e Resgate, que é formada pelo Grupo Especial de Retomada e Resgate (GERR). É especialista em missões de retomada de embarcações e plataformas e também por missões de buscas e resgates de autoridades e cidadãos. 


Por fim, Apoio às Operações Especiais, é um batalhão que tem como missão prestar apoio às atividades operacionais, os militares envolvidos possuem especializações para manutenção de equipamentos e para operar embarcações. 

A função do COMANF

Como parte integrante da Marinha do Brasil, tem como função principal atuar na defesa da soberania nacional e de todos os que habitam no país. A defesa não se limita ao território nacional. 

Conheça algumas de suas missões

  • Missões de contraterrorismo; 
  • Missões de Contraguerrilha, como as realizadas na década de 1970;
  • Missão de estabilização do Haiti, entre os anos de 2004 e 2017, onde foram responsáveis por eliminarem o principal líder insurgente do Haiti (Emmanuel Wilmer) 
  • Pacificação da Angola em 1995 em conjunto com a ONU;
  • Resgate de diplomatas brasileiros na Líbia no ano de 2012.

Como fazer parte da COMANF?

Antes de mais nada, para fazer parte da COMANF é preciso pertencer às fileiras do Corpo de Fuzileiros Navais. 


Para entrar no Corpo de Fuzileiros Navais é preciso fazer Concurso Público, ter o ensino médio ou técnico completo, ser brasileiros e do sexo masculino, ter no minímo 18 anos e no máximo 21 anos.


O soldados precisará passar por etapas dentro dos fuzileiros, somente depois de ter se estabelecido na carreira de Fuzileiro Naval poderá treinar para o Concurso Especial de Comandos Anfíbios (CEsComAnf), que tem duração de 8 meses. 


A primeira missão do dia do guerreiro Comandos Anfíbios é o TFM (Treinamento Físico Militar). Os homens do COMANF ainda contam com diversos treinamentos em água, mar e terra, como CQB, paraquedismo, Guerra na Selva, missões de assalto, negociação e resgate e muito mais. 


Você tem interesse em fazer parte da COMANF? Se sim, prepare-se, pois passará por todos os treinamentos e processos para alcançar esse lugar, realizando todas as missões e objetivos que citamos neste artigo.